Diferença entre Diabetes Tipo 1 e 2

Diferença entre Diabetes Tipo 1 e 2

 Entenda esta doença que atinge milhões de pessoas no mundo inteiro.
Diabetes Mellitus Tipo 1: Geralmente aparece ainda na infância, e é também conhecida ou chamada de Diabetes insulino dependente, pois o corpo produz pouca ou nenhuma insulina. Pessoas com este tipo de diabetes precisam tomar doses de insulina diariamente para sobreviver. Menos de 10% dos diabéticos têm a do tipo 1, e a principal causa é hereditária.

Entenda como isto ocorre:

Quando ingerimos uma refeição, o carboidrato, encontrado em doces, pães, bolos, massas, biscoitos, batata, mandioca, etc, são transformados em açúcar (glicose) para poder ser absorvido pelo nosso organismo. Esta glicose é distribuída e serve de fonte de energia para nossas células, a partir do momento em que entra para nosso sangue. A insulina é o hormônio responsável pela passagem da glicose do sangue para as células e órgãos do nosso corpo. Desta forma, nos mantemos com energia e garantimos, principalmente, energia para nosso cérebro.
A pessoa com diabetes tipo 1, não consegue fazer esta transferência da glicose para as células, fazendo com que o sangue fique HIPERGLICÊMICO (muita glicose circulante).



: Ocorre em 90 a 95% dos casos de diabetes. Conhecida comoDiabetes não – insulinodependente, geralmente ocorre na idade adulta pelo excesso de peso e má alimentação. Ultimamente muitas crianças já apresentam quadros da doença, devido a obesidade infantil. A insulina é produzida em quantidade normal ou aumentada, porém não ajuda o corpo a usá-la de forma adequada. Com o tempo,uma alimentação com excessos de doces e carboidratos, prejudica a função do pâncreas (órgão responsável pela produção de insulina), podendo fazer com que a pessoa passe a necessitar de doses de insulina.

Entenda como isto ocorre:
O corpo produz insulina após uma refeição com doces e carboidratos, porém esta insulina, por estar “defeituosa”, não consegue colocar toda glicose que está circulante no sangue para dentro das células. O sangue fica com excesso de glicose e todos os problemas aparecem.
Os sintomas são muito parecidos:
  • Problemas de má circulação;
  • Falta de energia para fazer as atividades (fadiga);
  • Perda de peso, apesar da boa alimentação;
  • Dificuldade de cicatrização, principalmente em membros inferiores e extremidades (pés e mãos);
  • Problemas oculares;
  • Vontade de urinar com freqüência – pois o corpo sente necessidade de eliminar o excesso de açúcar do sangue;
  • Sede excessiva – pois o sangue fica muito “doce” e denso e o corpo precisa diluir este sangue;
  • Fome excessiva – pois não entra energia para as células;
  • Pressão alta – sangue mais grosso;
  • Problemas cardíacos (colesterol e triglicerídeos elevados);
  • Doenças renais;
  • Neuropatia (danos nos nervos) – formigamento no corpo;
  • Infecções freqüentes;
  • Problemas dentários;
  • Distúrbio erétil no homem.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: